Dicas (haláchicas) para a cerimônia do casamento

Dicas (haláchicas) para a cerimônia do casamento

A pedidos, seguem alguns pontos de leis e costumes (e algumas “segulot”) que podem passar desapercebidos na cerimônia casamento. Ou seja, esta pequena lista é para quem já sabe as leis básicas da cerimônia, mas quer algumas dicas extras:

  1. Quando preencher a ketubá, não esquecer de avisar todos os nomes e apelidos em hebraico e também em português para o rabino que escreve, do noivo da noiva e do pai dele e do pai dela.
  2. Escolher testemunhas que são o máximo possível “tsadikim” (melhor que sejam rabinos). E sem parentesco com o noivo e a noiva e entre eles.
  3. Seria bom dentro do possível que o rabino avise para as testemunhas que é correto eles lerem a ketubá antes de assinar, para eles saberem o que estão assinando. Mas se não for possível (pois hoje em dia não é comum tomarem este cuidado), não tem problema.
  4. Quando o noivo for cobrir o lenço no rosto da noiva, o pai da noiva fica do lado esquerdo do noivo, e o pai da noiva fica no lado direito dele. E assim também no caminho da chupá.
  5. O noivo é o primeiro a ir para a chupá, e só depois a noiva.
  6. O noivo se posiciona no centro da chupá, a noiva fica a sua direita. Se possível, ambos se posicionam com o rosto em direção a Jerusalém. Na direita do noivo, fica o pai dele, e do lado do pai dele fica o novo sogro. Na direita da noiva fica a mãe dela, e do lado da mãe dela fica a nova sogra.
  7. Avisar ao publico que devem ficar em pé na hora da chupá, em honra a Shechiná que se revela dentro da Chupá nesta hora.
  8. Verificar que o anel foi comprado com o dinheiro do noivo. Se não, que o noivo levante o anel com a intenção deste ato funcionar para ser o proprietário do mesmo.
  9. Tem que ser um anel sem pedras preciosas.
  10. Verificar que o copo com o qual se faz as bençãos, que não tenha problema de tevilá no mikvê. Mas se é do salão de festas, quanto mais se for propriedade de goi, não tem problema.
  11. Tomar cuidado para as mulheres que estão na chupá na hora que se faz as bençãos, estejam devidamente vestidas (sem decote e com a cabeça coberta), pois caso contrário o rabino teria problema de fazer as bençãos (para sefaradim bastaria o rabino olhar dentro do sidur ou fechar os olhos na hora da bençãos, mas para ashkenazim ele teria que virar o rosto). E também porque tem Shechiná na chupa, e a falta de recato expulsa a Shechiná e assim se perde todas as boas coisas que a presença da Shechiná traria neste momento especial. Então é correto preparar alguns lenços (que nem aqueles que ficam na entrada do Ezrat Nashim), para em caso de ter decotes e etc, o rabino poder pedir para as mulheres que estão dentro da chupá se cobrirem. Se isto não é possível (se as mulheres podem levar a mal), que pelo menos a noiva esteja coberta nesta hora.
  12. O rabino deve avisar ao noivo que tenha a intenção de “cumprir sua obrigação” nas bençãos do kidushin (e a noiva tenha esta intenção quanto a benção de “Haguefen”).
  13. O Rabino dá para o noivo o copo para beber um pouco (basta um gole), e depois a mãe da noiva pega o copo do noivo e dá para a noiva beber um pouco. (Isto se aplica a primeira vez que se bebe, depois da benção do kidushin, mas na segunda vez que se bebe, depois das 7 bençãos, o noivo mesmo dá para a noiva o copo).
  14. O noivo diz para as testemunhas: Vocês são minhas testemunhas (“atem edai”).
  15. O rabino vai perguntar para as testemunhas se o anel vale “perutá” (valor pequeno), e a noiva tem que prestar atenção e escutar eles respondendo que “sim”.
  16. Se o noivo e a noiva estão muito emocionados e como que “sonhando”, lembra-los de que na hora de entregar o anel, ter a intenção que ele está fazendo o ato de kidushin, e ela está aceitando.
  17. Se a noiva tem luva, deve tira-la na hora de receber o anel.
  18. As testemunhas tem que estar atentos para ver o noivo entregando o anel.
  19. O noivo deve tomar o cuidado de terminar toda a frase “harei at mekudeshet etc” até o fim antes de dar o anel, e não começar a dar o anel no meio da frase. Mas também não pode interromper entre a frase e a entrega do anel. Também a noiva deve ficar em silêncio.
  20. Sobre o copo que se quebra, é bom comprar um copo de um vidro que quebra fácil e em pedaços pequenos, pois já aconteceu do noivo quebrar o copo e um pedaço de vidro penetrar na sola do sapato e ferir o pé do noivo. Mas de qualquer forma se costuma embrulhar o copo num lenço, o que em geral protege bem.
  21. É bom ter por escrito o passuk “Im eshcachech Yerushalaim etc” em caso do noivo não saber de cor. E não adianta o Rabino dizer palavra por palavra e o noivo repetir atras dele, pois na opinião do Shulchan Aruch é proibido falar pessukim de cor desta forma.
  22. Depois do noivo entregar a ketubá para a noiva, costuma-se não se abrir nunca mais a ketubá, como segulá para shalom bait. Se querem tirar foto da ketubá aberta, devem fazer isto antes da mesma ser entregue para a noiva.
  23. A noiva deixa a ketuba guardada com a mãe dela.
  24. Na hora das 7 bençãos, o noivo e a noiva devem ficar em silencio, escutar e responder amen.
  25. Se dividem as 7 bençãos entre as pessoas, que sejam pessoas pelo menos cumprem o shabat.
  26. Os sefaradim não devem fazer “cheder yichud”. Mas mesmo quem faz, deve-se pedir para o noivo não ficar tempo demais no quarto, em respeito aos convidados e para evitar uma serie de problemas.
  27. Depois do cheder yichud a noiva já é obrigada “medeoraita” (por ordem da Torá) a cobrir o cabelo, e por isto se fazer cheder yichud, costuma de já cobrir desde o começo do casamento, para estar bem arrumada.
  28. Desde o momento que os convidados comeram pão (“hamotsi”), deve-se tomar o cuidado de não passar 72 minutos sem comerem nada. Ou seja, entre a entrada e o prato principal, e entre o prato principal e a sobremesa, e entre a sobremesa e o Bircat Hamazon, não pode ter mais doque 72 minutos em cada etapa.

Mazal Tov!!! Mazal Tov!!!

Array
(
    [_edit_lock] => Array
        (
            [0] => 1698242867:4
        )

    [_edit_last] => Array
        (
            [0] => 3
        )

    [_wp_page_template] => Array
        (
            [0] => default
        )

    [_yoast_wpseo_focuskw] => Array
        (
            [0] => Dicas haláchicas para a cerimônia do casamento
        )

    [_yoast_wpseo_linkdex] => Array
        (
            [0] => 51
        )

    [_yoast_wpseo_content_score] => Array
        (
            [0] => 30
        )

    [_yoast_wpseo_estimated-reading-time-minutes] => Array
        (
            [0] => 5
        )

    [COTEVMAMAR] => Array
        (
            [0] => Rabino Elie Bahbout Shelita
        )

    [_COTEVMAMAR] => Array
        (
            [0] => field_61275aa8148ba
        )

    [DETA] => Array
        (
            [0] => Kisslev 5782
        )

    [_DETA] => Array
        (
            [0] => field_61275b326159f
        )

    [categori] => Array
        (
            [0] => a:1:{i:0;s:8:"Mística";}
        )

    [_categori] => Array
        (
            [0] => field_612e202f5885e
        )

    [_thumbnail_id] => Array
        (
            [0] => 20443
        )

    [saswp_schema_type_product_pros_enable_cons] => Array
        (
            [0] => 0
        )

    [_yoast_wpseo_wordproof_timestamp] => Array
        (
            [0] => 
        )

    [_yoast_wpseo_primary_category] => Array
        (
            [0] => 653
        )

    [entry_views] => Array
        (
            [0] => 29
        )

)

Entre em contato










O importante yarzait do Grande Tzadikim Oculto das últimas gerações - "AHAVAT CHAIM" -Chacham Menachem Menashe z"l - 12º Elul

O chefe das instituições – Hamekubal – vai orar por você especialmente por tudo o que você precisa!
Para todo e qualquer nome no túmulo dos Tsadikim, com nomes sagrados especiais de acordo com a Cabala

Deixe seus dados que retornaremos